Jornal do CAECO

INTIMAÇÃO POLICIAL DE ESTUDANTES DO IE

Posted on: 23/10/2010

No fim da tarde desta sexta-feira feira, 22/10, membros do CAECO e da ATLÉTICA foram procurados pelo Orlando, nas escadarias do Instituto, que, sob o pretexto de manter contato, pediu uma relação de nomes e emails dos integrantes dessas instituições. Além disso, pediu nomes de membros da gestão passada de ambas.

Após conseguir o que queria, ele revelou para os alunos que a situação, na verdade, se tratava da reabertura de um inquérito policial para apurar uma denuncia de barulho após as 22h, feita pela procuradora da UNICAMP em novembro de 2009, por conta do suposto encontro de baterias no ano passado. A referida procuradora dirigiu sua denúncia contra responsáveis que ela identificou através de um cartaz entregue ao delegado de Barão Geraldo: IE, FCM, IA, IFCH e Engenharias. Isso gerou um trâmite similar na diretoria de cada Instituto e Faculdade.

O processo que chegou às mãos da direção do IE continha três documentos. O primeiro registrava a denúncia da procuradora junto à delegacia de Barão. O segundo trazia um pedido do delegado para que a reitoria da Unicamp informasse à polícia os nomes de possíveis envolvidos no tal encontro. Numa terceira folha a reitoria exigia, com prazo de cinco dias corridos, que o diretor do Instituto entregasse os nomes de quem ela julgava, à priori, possíveis responsáveis pelo evento: a gestão do centro acadêmico. Esta última datava do dia 20/10, 4a-feira.

Notem que a reitoria pediu ao diretor Mariano Laplane nomes dos membros atuais do CAECO. Mas ele sabia que: a) a bateria era da Atlética e não do CAECO; b) Que se tratava de algo relacionado à gestão passada e não da atual. Por livre iniciativa ele foi atrás de quem julgou serem os responsáveis.

Fomos informados pelos próprios professores que alunos da gestão passada da Atlética e possivelmente do CAECO receberam emails convocando-os para uma reunião na segunda-feira (25/10). Assumimos que seja de manhã porque à tarde, 14h30, ocorrerá a reunião da Congregação, presidida pelo Diretor.

A direção tem nomes da gestão passada da Atlética e do CAECO. Os alunos estão sendo perseguidos de duas maneiras: a) Judicialmente, pela polícia, por causa do barulho após as 22h00; b) Disciplinarmente, pela reitoria, pela venda de bebidas alcoólicas no campus e organização de festa fora dos regulamentos colocados pela universidade. Portanto, os alunos considerados envolvidos poderão ser jubilados, além de ter de responder criminalmente.

O que se passa é que a Associação dos Moradores (AMOC) têm se esforçado para transformar Barão Geraldo num bairro pacato para ser uma boa área de expansão imobiliária para grandes condomínios. Esse esforço passa por disciplinar a UNICAMP e transformar a universidade em um colégio, reprimindo qualquer manifestação cultural, desde a festa do Festival de Artes do IA até encontros de baterias. Não se nega que a reitoria receba pressões externas, contudo, inegavelmente ela lançou mão de uma agenda própria para coibir esses espaços no campus, implantando um projeto específico de universidade.

Agora as coisas estão se resolvendo pelo caminho de menor resistência, ao invés da reitoria enfrentar a especulação da AMOC, sai à caça de estudantes que não fizeram nada mais do que ocupar o espaço público com o qual eles estão envolvidos em prol de manifestações culturais e comunitárias.

A direção do Instituto é declaradamente contra as iniciativas dos estudantes. O vice, Cláudio Maciel, era chefe da comissão da reitoria para apurar e punir estudantes organizadores de eventos. O diretor Mariano Laplane fez considerações sobre as festas no campus, declarando-se abertamente contrário. Também disse não entender porque estudantes se posicionariam contrariamente ao democrático estado de direito brasileiro e sua polícia para defender o direito de “fazer barulho”.

A gestão do atual reitor, Prof. Fernando Costa, é muito mais truculenta que a de seus antecessores. Na noite de quinta feira, ao mesmo tempo em que a polícia invadia o campus para dissolver uma festa, PM’s invadiam residências da Moradia Estudantil sem mandado, na calada da noite.

Entendemos que a situação é absurda, truculenta, autoritária e não deve ser aceita passivamente, devemos nos ocupar de proteger os dois ex-membros da Atlética que possivelmente serão entregues pela direção à procuradoria da UNICAMP. PROPOMOS UMA ASSEMBLÉIA GERAL DOS ESTUDANTES (segunda-feira, no chão preto às 12:00h) PARA TIRAR UMA POSIÇÃO DO CORPO DISCENTE REIVINDICANDO FORMALMENTE QUE O DIRETOR NÃO ENVIE QUALQUER NOME PARA A REITORIA.

CAECO 2010

Despertar é preciso.

Anúncios

13 Respostas to "INTIMAÇÃO POLICIAL DE ESTUDANTES DO IE"

tem mais q ser jubilados… talvez assim os “moralistas” se preocupem mais em estudar e pegar seus diplomas

Tem gente que quer ser mais “realista” que o rei não? É por causa de gente escrota que nem esse cara do coments anterior que as nossas universidades e a nossa sociedade está caminhado para essa camisa de força… se não agirmos em breve essa camisa estará tão apertada que sufocaremos…!

infelizmente essa é a visao de uma universidade publica.. “estudar e pegar seus diplomas”..
mas na verdade minha preocupaçao nao é o “realista” pensar isso.. na verdade eu tenho até pena dele.. minha preocupaçao é que essa é a visao da reitoria, que inclusive faz o vestibular pensando em selecionar gente como o “realista”, que aparentemente já compoe a maioria do corpo discente…

vcs sao ridiculos.. ficam com discussões inuteis q nao vao mudar nada na prática.. discutem questao como aborto e eutanasia… acordem !! vcs nao tem poder d alterar nada.. vao estudar ao enves de trancar materias pra ficarem discutindo q nem babacas

caro realista,
concordo em partes com ti
mas aqui soh serah xingado pois sao os “moralistas” os que frequentam esses sites
nós somos a excessao aqui, mas espero q nao no mundo como um todo

lalalalala

hj ocorreu um dos maiores absurdos na história do ie…
os falsos moralistas pregando greve…
aplaudiram um otário do IFCH ( instituto o qual pagam pau e deixam se influenciar por seus membros maconheiros otários) que flou q queria flar pros neto não que estudou na facul, mas sim q foi em mtas festas, bebeu mto e “comeu” várias…
Eis um vídeo do cara que foi aclamado…

Exatamente, ele eh ator pornô
Já os (poucos) contra as greves estavam inibidos de se manifestar e certamente seriam vaiados se o fizessem.

IE FDP, uruguaio BOSTA, MERDA , LIXO

desculpe, ele eh “só” roteirista de filme porno, e nao ator como havia dito antes

No final das contas, os alunos do IFCH foram extremamente oportunistas e fico com a sensação que fomos manipulados. Usaram a situação do IE como uma desculpa pra lançar uma série de outros temas, que embora estreitamente relacionados com a causa inicial, deveriam ser debatidos mais a fundo pelos alunos do Instituto de Economia.

Não que eu não concorde com as causas da greve. O piquete e a suspensão das aulas do noturno foram decisões mais do que acertadas. Mas a decisão pela greve não foi um processo completamente democrático, embora a decisão tenha sido aprovada quase que por unanimidade. Quem trabalha e só chega de noite e outros alunos mais desavisados não teve muita chance de ficar a par da situação ou sequer dar a sua contribuição.

Em tempo… a AMOC pouco tem a ver com a expansão imobilíaria em Barão Geraldo. Uma coisa que notei na discussão já no pavilhão foi a crítica cega e generalista contra os moradores de Barão Geraldo. Barão Geraldo é um distrito com 70 (SETENTA) bairros. A AMOC é uma entidade representativa dos moradores da Cidade Universitária, apenas um entre os 70 bairros.

abs

Acho um absurdo as colocações e os motivos pra se fazer essa greve.
Fazer uma festa em espaço público, é mais do que uma “manifestação cultural”. Mesmo amostras de artes precisam ser regulamentadas. Ninguém pode chegar numa praça e fazer uma rave, então pq poderia se fazer isso numa universidade? Para qualquer evento em espaço público é preciso ter o alvará da prefeitura. amigos que estão juntos em um espaço público é uma coisa, festa é outra totalmente diferente. E não da pra agir como se não soubessem que é proibido fazer essas coisas, e de que estão certos. Pois não estão!
Duvido que se fosse feita uma festa na frente da casa de vocês, vocês seriam a favor dela.
Também acho de uma rebeldia sem causa por a culpa na associação dos moradores. Afinal, se quisessem apenas aumentar seus lucros com aluguéis, eles ganham dinheiro a custa dos estudantes. Fosse eu, com filhos pequenos, tendo que acordar cedo para trabalhar enquanto ouço uma barulheira em um lugar público, sem acústica nenhuma, que não foi um evento regulamentado, com certeza reclamaria do barulho! Sem sombra de dúvida! E duvido que não farão o mesmo logo menos. Defender os amigos de uma punição é uma coisa, defender um ato de vandalismo, sem motivo nenhum pra não ser contra a lei, é rebeldia sem causa.

avante homens de bem, vamos lutar contra esta democracia ameaçada!
ah, errei, já se passaram 46 anos…

avante homens de bem, lutemos pela democracia ameaçada!

os “realistas” precisam entender que o que chamam de “moralistas” são aqueles que defendem os princípios da Universidade Pública. Caso os “realistas” não saibam o que faz a Unicamp e a maioria das Universidades Públicas serem as melhores do país é porque elas tem como tripé o ENSINO, a PESQUISA e EXTENSÃO, ou seja pegar o diploma e ir embora compreende somente a um dos pés (ensino, no caso). Pesquisa e extensão são todos os extras que podem ser proporcionados por esse espaço público, inclusive manifestações culturais. Pois até onde eu sei, mesmo na escola não nos limitamos a aprender o conteúdo didático, aprendemos uma vivência escolar seja em “festinhas” dos dias dos pais/mães/crianças, seja em feiras culturais, seja nas conversas e brincadeiras na hora do intervalo. Não é diferente na universidade, estamos aqui principalmente vivendo-a

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: