Jornal do CAECO

Seja bem-vind@ à Linha de Produção do Instituto de Economia da Unicamp

Posted on: 10/02/2010

Logo após os rituais de humilhação pública e sadomasoquismo enrustido com que seus alegres veteranos vão te receber em nome da tradição, algum homem de meia-idade e meias-idéias te apresentará o que chamam por aqui de “A Casa”. Ele não perceberá, mas estará repetindo o mesmo discurso com que foi recebido há um tempão. Note a obsessão com a palavra “Formação”. Perceba: a repetição é o primeiro “segredo” da Linha de Produção. Este homem vai te dizer que tem um objetivo muito nobre: transformar você num@ jovem bem-preparad@ para os desafios do mundo contemporâneo, ou (o que para este homem e para esta “Casa”, dá no mesmo) qualificá-lo para o “Mercado de Trabalho”. Não importa se este Mercado são empresas privadas ou o assim chamado “setor público”. Não se iluda. Por cerca de quatro anos, todos os dias, você vai subir a rampa do Olimpo ou descer pelo estacionamento em que estarão estacionados todos os carros que papais de gente vitoriosa como você – que esmagou a concorrência vestibulanda e conseguiu passe livre para a linha de produção – deu de presente para gente vitoriosa como você – que também esmagou a concorrência vestibulanda e conseguiu passe livre para a linha de produção. Todos os dias os seus professores e colegas dedicar-se-ão na consecução da hercúlea tarefa de formá-lo para o mercado de trabalho. Atente para o verbo “formar”. Ele é muito claro: você acabou de conseguir um passe livre para uma linha de produção em que todo o mundo vai se esforçar para te botar dentro de uma fôrma de modo que você atenda aos critérios de qualidade dos próximos vestibulares em que você terá  que provar mais uma vez que é uma gente vitoriosa capaz de esmagar a concorrência. Sem piedade. Seja nos treinees, em concursos ou na prova da Anpec (versão avançada de vestibular em Economia). Note que as competências exigidas por eles são muito semelhantes. Não por outro motivo senão porque todos têm a mesma razão de existência: selecionar gentes “com o perfil”. Gentes vitoriosas e competentes para se transformarem nos novos gestores dos negócios do Capital. Gentes que refletem pouco e executam suas tarefas com eficácia cirúrgica. Mas, sendo você apenas mais uma mercadoria neste mundo em que elas abundam; para produzi-lo faz-se mister que as coisas transcorram sem sobressaltos, com rigor, sisudez, rotina, método, mesmice, mediocridade: Jamais se esqueça: a disciplina é o segundo “segredo” da Linha de Produção. Apesar disso tudo, contra tudo e contra todos, nunca – nunca mesmo – deixe de ter a mais profunda convicção de que existe uma remota possibilidade de resistência. Você pode sim ser uma mercadoria diferente nesta linha de produção. Pode contestar, protestar, criticar essa linha de produção. Portanto, a despeito do meu falar imperativo e infantilizante, guarde em seu coraçãozinho meu único conselho: Rejeite a fôrma!

três beijos de

uma Aspirante a Ludista

em não sabendo o que é ludismo, recorra ao meio que lhe for conveniente para descobrir.

Anúncios
Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: